Correção de varicocele » Instituto Afeto

Correção de varicocele

A correção de varicocele envolve um procedimento cirúrgico que recebe o nome de varicocelectomia. O objetivo do tratamento é reverter os prejuízos causados pela doença e melhorar as funções do sistema reprodutor do homem. 

A varicocele é um problema que afeta o aparelho genital masculino, fazendo com que as veias da região testicular se dilatem de modo anormal. Quando isso ocorre, a drenagem venosa não é feita como deveria, resultando em represamento sanguíneo e formação de varizes. 

A alteração na circulação do sangue na bolsa escrotal ocasiona elevação da temperatura. Conforme o nível de comprometimento, a doença pode interferir na produção de espermatozoides — tanto em termos de quantidade quanto de qualidade dos gametas — e originar um quadro de infertilidade masculina. 

A varicocele é tida como um dos principais fatores que prejudicam a capacidade reprodutiva masculina. Nos homens com infertilidade, a doença apresenta incidência ao redor de 40%. Contudo, o quadro pode ser assintomático em muitas ocasiões, o que retarda a procura por acompanhamento médico. 

Causas da varicocele

A varicocele se desenvolve a partir do alargamento das veias do cordão espermático. A dilatação anormal dessas veias interfere no retorno venoso, causa alterações na função dos testículos e afeta a qualidade do sêmen. Em boa parte dos casos, o quadro surge ainda durante a adolescência, com maior incidência a partir dos 15 anos.

As possíveis causas da varicocele incluem ausência congênita ou deficiência nas válvulas internas da veia espermática. O quadro também pode ser causado por problemas na drenagem das veias, em decorrência de obstruções ou compressão do sistema venoso.

Diversas teorias já foram levantadas para explicar o impacto da varicocele sobre a espermatogênese. Nenhuma delas ainda é apontada como causa isolada de infertilidade, mas podem, em conjunto com outros fatores, dificultar a função dos testículos. Algumas dessas teorias são:

Como efeito da formação das veias varicosas, pode ocorrer: interrupção na maturação dos espermatozoides, hiperplasia das células de Leydig, que atuam na produção de testosterona e redução na quantidade de células de Sertoli, que participam da espermatogênese.

Sintomas da doença

É comum a varicocele não desencadear sintomas ou manifestá-los de forma branda, mas alguns indícios da doença podem surgir dependendo do grau de desenvolvimento. As alterações costumam ser mais perceptíveis do lado esquerdo da bolsa escrotal, podendo provocar dor, desconforto, sensação de peso e assimetria dos testículos — sendo que a área afetada pelas varizes tende a aumentar de volume ou sofrer atrofia. 

A dor testicular tende a ser mais evidente diante do esforço físico ou quando o homem permanece muito tempo em pé, uma vez que o retorno venoso precisa vencer a gravidade. Outros sintomas perceptíveis da varicocele são a dilatação visível das veias (em graus avançados) e o aumento da temperatura local.

Na ausência de veias varicosas, ao tocar a bolsa escrotal, é possível sentir que a temperatura é reduzida nessa região, em comparação com outras partes do corpo. Nos casos de varicocele, ocorre o aumento da temperatura na área dos testículos. 

Em resumo, a varicocele pode apresentar os seguintes sintomas:

Avaliação diagnóstica

A investigação diagnóstica da varicocele começa com o exame físico. Conforme o nível das varizes e a alteração na anatomia da bolsa escrotal, é possível detectar o problema já na avaliação inicial. 

Para testar as condições do paciente, é utilizada a manobra de Valsava — em que é preciso forçar o movimento de expiração, ao mesmo tempo que se veda a saída do ar, tampando o nariz e os lábios. Essa técnica permite intensificar a pressão nos músculos da região abdominal e púbica e evidenciar as veias varicosas. 

Para confirmar o quadro, o paciente pode passar por exames específicos, como venografia da veia espermática, termografia escrotal e cintilografia. A ultrassonografia com doppler colorido também é indicada, devido à alta sensibilidade e especificidade da análise. O espermograma costuma ser realizado para identificar anormalidades em relação aos parâmetros de quantidade e qualidade do sêmen. 

Os exames são necessários para avaliar a gravidade do quadro, uma vez que há diferentes graduações da varicocele, representadas pelas seguintes definições clínicas:

Métodos de tratamento para correção de varicocele

O grau de desenvolvimento da varicocele serve como um parâmetro para o prognóstico. Casos mais brandos, que não estejam relacionados com prejuízos na função reprodutiva do homem, podem requerer apenas uma conduta expectante. A administração de medicamentos analgésicos e o uso de suspensório escrotal durante a prática de atividades físicas podem amenizar os sintomas. 

Contudo, se os exames apontarem a varicocele como causa de infertilidade masculina, o paciente é direcionado para intervenção cirúrgica. O tratamento inclui dois diferentes métodos para correção de varicocele: embolização percutânea e ligadura das veias varicosas. 

Ainda há escassez de estudos comparativos para indicar a superioridade de uma técnica sobre a outra, em termos de restauração da fertilidade. No entanto, há diferenças na possibilidade de reaparecimento da varicocele. A embolização percutânea ainda é pouco utilizada e apresenta taxas mais altas de recidiva.

O tratamento mais indicado é varicocelectomia — procedimento cirúrgico que pode ser feito por diferentes vias: inguinal, subinguinal, retroperitoneal ou laparoscópica. Dentre estas alternativas, a técnica que tem sido mais utilizada para correção de varicocele é a subinguinal. Trata-se de uma microcirurgia realizada com o auxílio de equipamentos especializados para identificar e manipular as veias alteradas. 

Quando a varicocele é corrigida cirurgicamente a partir de uma indicação correta, as chances de sucesso são satisfatórias. No entanto, para que uma gestação natural aconteça, o casal não pode apresentar outros fatores de infertilidade. Também é válido apontar que os resultados da cirurgia não são imediatos, e a melhora nos níveis do espermograma aparecem somente meses após o tratamento.

Quando a correção de varicocele não apresenta os efeitos esperados na fertilidade do paciente, as técnicas de reprodução assistida são indicadas, sobretudo a FIV (fertilização in vitro). Portanto, para obter resultados efetivos, cada caso deve ser avaliado em sua especificidade.